O luto

Por Sam Williams

O luto faz todo o sentido. Ele é uma resposta honesta e natural à perda de alguma coisa boa. Faz todo o sentido se desmoronar quando alguém que você ama se vai. Expressões autênticas de tristeza são boas à alma. Deus nos deu dutos lacrimais por uma boa razão. Ele sabe o que é o luto. Ele era um homem de dores. Jesus chorou. O Pai das misericórdias sabe o que é perder um filho.

É importante nos lembrarmos que luto pode ter diferentes formas, dependendo da pessoa e do seu temperamento, sua relação com a pessoa que se foi e sua cultura. Há uma variedade de respostas emocionais honestas à morte: uma simples tristeza, choque e confusão, medo, raiva, culpa e às vezes há um emaranhado de emoções dolorosas que são difíceis de desvendar. Para isso precisamos um do outro.

O luto nunca deveria viajar sozinho. Não é uma viagem curta, tampouco uma estrada plana. Existem lugares neste planeta que você nunca deveria ir sozinho. O luto profundo é um destes lugares. Jesus convidou seus melhores amigos para ir com ele ao vale sombrio do Getsemani. O luto precisa de amigos. Ele nunca deveria nascer sozinho. O luto precisa de companhia, não todo o tempo, mas na maior parte do tempo.

O luto precisa de esperança. Sem oxigênio, o corpo morre. Sem esperança, a alma morre. Ainda assim, neste campo de batalha que nós chamamos de Terra, especialmente quando crianças morrem, e ainda mais quando pessoas ficam tão confusas em função da neblina da guerra e a névoa de Satanás, que elas acabam por tirar suas próprias vidas para terminar com isso, pode parecer que a morte, a dor e o sofrimento vencem.

A Bíblia diz: “não se entristeçam como os outros que não tem esperança.” Bem, onde na Terra você encontrará isso?

Como a história conta, houve esse negócio que aconteceu 2.000 anos atrás. Este homem, chamado Jesus, a melhor pessoa do mundo foi injusta e tragicamente assassinado, crucificado diz a história, e então colocado num sepulcro. Daí, ele saiu andando.

Ele venceu. A morte não pôde detê-lo. Deus é maior. Então, por causa disso, a vida, o amor e a bondade vencem. Não há nada que pode separar Deus dos Seus.*

 

* As palavras acima foram ditas num culto a Deus no dia 23/09/2016 em função da morte de Brandon Merkle. A última frase foi adaptada. Originalmente a tradução seria “Não há nada que pode separar Brandon Merkle ou aquele que o ama com o amor de Deus.”

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s